Copa América de 1946: um bicampeão e um bi vice

0
15

Com um verão tão quente que as partidas tiveram que ser jogadas à noite, Buenos Aires, na Argentina, foi o palco do 19º Campeonato Sul-Americano, atualmente conhecido como Copa América. Participaram também Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. Os bolivianos finalmente conseguiram pontuar e os brasileiros perderam mais uma vez o título para os hermanos.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Neste torneio, após passar em branco em duas edições, a Bolívia conseguiu finalmente o primeiro ponto conquistado na história da competição. A partida foi contra o Equador: 0 a 0. Isso deve ter animado tanto os jogadores que eles obtiveram o segundo ponto ainda nesta edição, no 3 a 3 contra a Colômbia. Porém, não conseguiram uma vitória na competição.

Como de costume, Brasil e Argentina estavam fazendo campanhas muito boas e foram para a última rodada com chance de título, com um duelo entre ambos na partida final. Assim como em 1937, os cronistas e os locutores brasileiros relataram a violência provocada pelos argentinos na partida decisiva.

O torneio também marcou um aumento da cobertura jornalística brasileira. Segundo A Gazeta de 12 de fevereiro de 1946, eram apenas dois cronistas e dois locutores na edição de 1937. Já em 1946, foram 30 profissionais.

No entanto, o Brasil não aguentou a pressão dos hermanos e perdeu por 2 a 0. Se por um lado os argentinos estavam conquistando o bicampeonato continental, contabilizando oito títulos no total, a Seleção alcançou o segundo vice consecutivo, sendo o quinto no geral.


Copa América de 1946: um bicampeão e um bi vice

Copa América: Qatar faz sua estreia no torneio

Neymar capitão? Neres não tem preferência: ”Quem estiver vou respeitar”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui