Microsoft vai investir na Fundação SOS Mata Atlântica

0
13

Na última segunda-feira (20), foi assinado em São Paulo um acordo de cooperação entre a Microsoft e a Fundação SOS Mata Atlântica, a ONG ambiental brasileira que atua desde 1986 na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica. O objetivo é apoiar o projeto Observando os Rios, que mobiliza comunidades em torno da qualidade da água de rios e córregos.

O programa conta com a ajuda de 3,6 mil voluntários que atuam em grupos de diversas origens, como escolas, igrejas e centros comunitários. O trabalho de monitoramento da qualidade da água é feito com um kit desenvolvido especialmente para a ONG e acontece uma vez por mês, com os resultados transmitidos via internet. Com o material em questão, é possível avaliar as águas em 16 parâmetros que incluem níveis de oxigênio, nitrato, PH, odor, aspectos visuais, entre outros, além de classificar sua qualidade.

O apoio da Microsoft vem por meio do projeto AI for Earth, parte da iniciativa AI for Good, que tem como compromisso distribuir investimentos em inteligência artificial (IA), pesquisa e tecnologia em quatro áreas principais: mudanças climáticas, agricultura, biodiversidade e água.


Tânia Cosentino, Mario Mantovani, Brad Smith e Olavo Garrido durante a assinatura do acordo (Foto: Reprodução/Divulgação)

Com o acordo assinado pelo diretor de Finanças e Mobilização de Recursos da Fundação SOS Mata Atlântica, Olavo Garrido, pela presidente da Microsoft no Brasil, Tânia Cosentino, e pelo presidente da Microsoft Corporation, Brad Smith, a ONG aplicará tecnologia aos dados coletados, que serão carregados no Microsoft Azure, onde recursos de IA serão aplicados de maneira que será possível fornecer insights mais efetivos e precisos para o projeto.

No futuro, haverá a possibilidade de fazer o cruzamento de dados e entender mais sobre a correlação entre a qualidade das águas e doenças epidêmicas. “O acesso à água potável é uma necessidade humana básica, e esse projeto oferece uma abordagem simples, mas eficaz, que usa o poder das pessoas aliado à tecnologia para fazer a diferença”, afirmou Smith.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui