Técnico explica ausências de Hudson e Hernanes: “Relatório da fisiologia”

0
11

O técnico Cuca explicou as ausências de Hudson e Hernanes na partida desta quarta-feira passada a derrota por 1 a 0 para o Bahia, no estádio do Morumbi. Por conta de desconfortos musculares e da longa sequência de jogos, os dois capitães são-paulinos foram forçados a ficarem de fora do duelo válido pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

“Entrei com o melhor São Paulo que eu podia. O torcedor não sabe tudo que ocorre, trabalhamos com treinos fechados. O Hudson está com dor nos dois posteriores, o Hernanes também não dava. Antony estava cansado. Não tem como pôr esses jogadores se não estão na condição ideal. Tem uma sequência de 17 jogos que o menino joga sem sair substituído. Reinaldo da mesma forma”, disse Cuca, se referindo também a Antony, que entrou no segundo tempo, e Reinaldo, outra baixa desta quarta-feira, mas que foi ao menos relacionado.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Apesar do time alternativo usado no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o treinador do São Paulo garantiu que o Campeonato Brasileiro não é sua prioridade nesta temporada. Embora tenha autoridade máxima para definir quem começa jogando, o comandante tricolor acabou ficando refém dos fisiologistas do clube para o confronto desta quarta-feira.

“Não se trata de priorizar competição, é lógico que quero passar na Copa do Brasil. A necessidade foi fisiológica. A fisiologia traz para nós um relatório que os jogadores não estão em condição de jogar. Então, não se trata de time alternativo, colocamos o melhor São Paulo que podíamos, e o time jogou bem, tivemos bastante posse de bola no campo adversário. Fazer o que? Se entra uma bola antes, você acaba fazendo o segundo, quem sabe?”, prosseguiu.

“Não é eu que vou continuar poupando jogadores, eu escalo quem eu tenho. Tenho departamento fisiológico, departamento físico, não tenho como por jogador que não está em condições. Se eu pudesse contar com eles todo dia, eu contaria”, concluiu Cuca.


Dinenno segue como prioridade no São Paulo, que também quer lateral-direito

Principal arma ofensiva, Pato admite falta de entrosamento no Tricolor

Cuca lamenta falta de centroavante: “O São Paulo não fez uma má partida”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui