‘Special’: 8 motivos para assistir à nova série de Ryan O’Connell na Netflix

0
18

DivulgaçãoSérie é escrita e estrelada por Ryan O’Connell (dir.), um jovem gay que sofre de paralisia cerebral.

Com toda a fanfarra em torno das novas séries do Netflix, incluindo Queer Eye e Our Planet, você pode nem ter percebido que a plataforma lançou uma nova série de humor, chamada Special.

Mas, depois de assistir aos 8 episódios em uma tarde, estou aqui para te dizer que ela é imperdível.

Escrita e estrelada por Ryan O’Connell como um jovem gay que sofre de paralisia cerebral, a série mostra o personagem tentando assumir o controle de sua própria vida e lidando com a imagem que as outras pessoas têm dele.

É comovente, hilária e muito adorável. Eis por que você tem de assistir Special imediatamente…

1. Mais diversidade é sempre bom

Netflix

Desde que passou a investir em conteúdos próprios, a Netflix vem sendo elogiada pela diversidade de suas séries.

Embora o serviço de streaming não seja perfeito (Sense8 e One Day At A Time foram canceladas de forma abrupta, enquanto a empresa pagou uma fortuna para exibir Friends,uma sitcom de 20 anos sobre seis héteros brancos, por exemplo), não há como negar que Special é um ótimo exemplo de a Netflix servindo de plataforma para uma voz que normalmente não ouviríamos na TV tradicional.

Special trata de um jovem navegando o mundo com paralisia cerebral, mas também procurando seu lugar na comunidade gay.

2. Special não doura a pílula

Netflix

Parte do humor de Special é quase piegas, mas a série não evita questões importantes sobre deficiências e minorias no contexto da comunidade LGBTQ+.

Não vamos estragar nenhuma surpresa, mas certas cenas mostram o quanto Ryan, 27, depende da sua mãe e como isso afeta o relacionamento dos dois.

Além de Ryan, a série também explora como a condição afeta a vida de sua mãe, enquanto sua amiga Kim nos mostra que os sorrisos e a vida perfeita que vemos no Instagram nem sempre é a vida real das pessoas.

3. A série tem uma abordagem revigorante em relação ao sexo

Netlix

Quando pensamos em séries mainstream com personagens LGBTQ+, cenas de sexo realista são muito raras (a última vez que ficamos particularmente impressionados com uma cena de sexo gay foi na série australiana Please Like Me, quatro anos atrás).

Muito se falou da cena de sexo com Ryan no terceiro episódio, e com razão – ela é muito, muito boa e vai encontrar eco junto a muitos gays.

O realismo não só é revigorante – quando é que vemos alguém pegando um frasco de lubrificante na tela? –, mas a cena também é um retrato brilhante de um ato sexual com uma pessoa portadora de deficiência. Ela também não julga os profissionais do sexo, algo que raramente acontece na TV tradicional.

E ficamos felizes por ver Brian Alvarez (conhecido por sua série na web The Gay And Wondrous Life Of Celeb Gallo), que traz o carisma de sempre para seu personagem em Special.

4. Tem uma trama familiar cheia de empatia

Netflix

Sim, Special é uma série sobre deficiência com um personagem central gay, mas o coração da série é a relação entre Ryan e sua mãe, Karen.

Quando conhecemos a dupla, eles ainda moram juntos e passam quase todo o tempo livre grudados. Quando Ryan decide que quer se aventurar pelo mundo sozinho, para ter mais independência e reinventar sua vida, há consequências óbvias para a mãe – ela começa a dar sinais de sofrer da síndrome do ninho vazio.

As cenas de Ryan com Karen podem mudar rapidamente de tocantes e animadas a tensas e tristes – chegando a ser desconfortáveis –, tudo no mesmo episódio. Mesmo que você não se identifique com os temas centrais de Special, esses momentos serão reconhecidos por qualquer um.

5. O elenco impressionante

Netflix

Ryan O’Connell escreveu um livro sobre ser gay vivendo com paralisia cerebral moderada ― a série é literalmente baseada em seu livro de memórias: I’m Special: And Other Lies We Tell Ourselves (Sou Especial: E Outras Mentiras que Contamos para nós Mesmos, em tradução livre) – portanto tem muita coisa que ele traz para o personagem que leva seu nome.

Jessica Hecht também mostra muito amor em sua interpretação de Karen, a mãe de Ryan, algo que não vimos em seu papel mais conhecido, a mal compreendida mulher da ex de Ross em Friends.

Além disso, adoramos Punam Patel, que faz o papel da borbulhante Kim (e que apareceu brevemente em Gay and Wondrous Life Of Caleb Gallo). Patrick Fabian, que apareceu em Breaking Bad, faz um papel romântico.

E se você é como a gente, vai ficar um bom tempo querendo saber de onde conhece Augustus Prew – mas a gente te conta: ele era o filho de Rachel Weiss em Um Grande Garoto.

6. Mas uma personagem em particular rouba a cena, na nossa opinião

Netflix

A atriz Marla Mindelle é nova para a gente, mas com certeza vamos prestar atenção nela daqui para a frente.

Ela faz o papel de Olivia, a chefe bizarra de Ryan no Eggwoke, site dirigido a millennials com consciência social. Olivia quer que os funcionários exponham suas almas em artigos só para ganhar cliques. Ela se destaca graças à total falta de noção em relação aos sentimentos dos seus funcionários, às piadas ultrajantes (inclusive com menções a um dúbio relacionamento com um primo) e a um egoísmo incontido.

Vale a pena assistir Special só por causa dela.

7. As roupas

Netflix

Special é uma comédia que se concentra em homens gays de West Hollywood, então podemos afirmar com satisfação que o lado fashion atinge as expectativas.

Vemos o senso de estilo de Ryan se desenvolver conforme ele vai ganhando confiança, e Punam Patel, que interpreta uma influenciadora de redes sociais, tem vários momentos fashion incríveis.

Até mesmo a mãe de Ryan passa por uma transformação ao descobrir que um mero vestido pode dar muita confiança.

8. A duração dos episódios 

Netflix

A melhor parte? A Netflix já foi criticada por fazer séries longas demais, mas não tem nada parecido em Special.

Cada episódio tem, em média, 15 minutos. É a duração perfeita para assistir no ônibus ou no metrô. E, se você tiver duas horas sobrando, consegue ver tudo de uma vez. Ideal!

Mas atenção: A série não tem o final feliz que você está esperando (possíveis spoilers a seguir)

Netflix

Special entra no ritmo depois do terceiro ou quarto episódio. Foi por isso que vimos tudo numa só tarde. O que não esperávamos, porém, era aquele episódio final tão depressivo.

Não vamos dar muitos detalhes, mas, para uma série engraçada, os momentos finais foram extremamente sombrios – a ponto de já estarmos esperando uma segunda temporada para tirar esse gosto ruim da boca.

Special está disponível no Netflix.

Veja o trailer de Special aqui:

[embedded content]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui