Bombeiros encontram corpos de 2 crianças nos escombros de prédios que desabaram no Rio

0
10

Dois corpos de crianças do sexo masculino foram resgatados neste sábado (20) dos escombros dos dois edifícios que ruíram na comunidade da Muzema, no Rio de Janeiro, no último dia 12.

A informação foi divulgada pela assessoria do Corpo de Bombeiros. Entre os desaparecidos, havia dois irmãos: Enzo, de 6 anos, e Arthur, de 4. Agora o Instituto Médico Legal (IML) tentará identificar se os corpos são dos irmãos.

Com os dois corpos encontrados hoje, sobe para 22 o número de mortos no desabamento dos prédios, que foram construídos em uma área na zona oeste, em Jacarepaguá. Ainda há um desaparecido.

A região onde os prédios desabaram é controlada por milícias, que promovem a construção irregular e ilegal de imóveis, em áreas ambientais, sem nenhuma autorização da prefeitura nem engenheiro responsável.

O solo na região é arenoso e os dois prédios desabaram no início da manhã do dia 12, poucos dias depois que uma chuvarada atingiu fortemente a cidade. 

Os edifícios não tinham autorização da prefeitura e tiveram suas obras embargadas em novembro do ano passado.

Máquinas

O terreno em frente ao desabamento está sendo preparado para o acesso de máquinas de maior porte, incluindo um guindaste com capacidade de levantar as lajes de concreto, a fim de dar acesso aos bombeiros a locais ainda não vasculhados.

A prefeitura do Rio já adiantou que vai demolir imediatamente três prédios ao lado dos imóveis que desabaram, assim que terminarem os trabalhos de resgate. Outros 15 prédios poderão ser demolidos também, pois não contam com licença de construção.

Prisões

Três responsáveis pelos dois prédios que caíram tiveram prisão decretada pela Justiça na sexta-feira (19), mas não foram detidos até o momento e são considerados foragidos.

A Polícia Civil investiga o envolvimento dos três com as milícias, que dominam a construção e venda de prédios irregulares nas comunidades, em solos frágeis e sem projetos de engenharia nem redes de água ou luz legalizadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui