Carille tem forte discussão com jornalista ao ser questionado sobre “espiões”

0
49

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O técnico Fábio Carille teve uma forte discussão com um jornalista na noite desta segunda-feira, no estádio do Pacaembu, após a classificação do Corinthians para a final do Campeonato Paulista. Interpelado pelo repórter André Ranieri, da rádio Jovem Pan, o treinador deu alguns detalhes maiores da história sobre “espiões” que entregariam suas jogadas de bola parada para adversários, motivo de ter fechado os treinos do final de semana, mas seguiu sem dar informações concretas sobre o tema.

“Que bom ter levantado isso daí. Eu ganho um jogo na Arena Corinthians de 1 a 0 de uma jogada de bola parada, que eu treinei. E vou cumprimentar o técnico adversário, que é meu amigo. Ele diz: “é fogo perder um jogo de uma bola que eu já sabia”. Falei: “como assim?” Ele falou: “fica esperto, estão passando””, relatou Carille, sem falar se quem estava passando era a imprensa. Ele ainda levantou o tom de voz ao ser questionado sobre outra rusga sua com a imprensa.

No ano passado, ele rebateu reportagens que tratavam de sua saída do Corinthians para a Arábia Saudita após a vitória sobre o Lara, pela Libertadores, na madrugada de uma sexta-feira. Na segunda da semana seguinte, porém, ele acertou sua ida ao Al-Wehda.

“Falaram que eu ia ganhar R$ 1,5 milhão no Hilal e que o Rodriguinho já estava contratado. Eu recebi a proposta no domingo, no jogo contra o Sport, e acertei minha ida na segunda. Na quarta anterior foi noticiado que eu estava acertado com o Al Hilal. É isso que vem”, disse, em meio a algumas interrupções, antes de desistir da explicação para questionar se o repórter em questão era um dos “espiões”. Na sexta, Carille disse que “olhava torto” para os envolvidos e que sabia quem era.

“Por que você está tão incomodado? É você um deles?”, questionou, em tom inquisitivo, sendo rebatido com um argumento do repórter de que torcedores abordavam jornalistas indignados por achar que qualquer um dos que cobre o Corinthians diariamente seria um dos “espiões”.

“O tempo que vocês perdem, para ficar com fontes, por que vocês não vão lá atrás (apontando para o vestiário)? Por que você etá tão preocupado? Eu tomei uma pressão no posto de gasolina porque os setoristas falaram que eu barrei a vinda do Drogba. Eu tomo também essa pressão. Eu sei que você é um dos irritados. A carapuça serve. Estou perguntando, serve?”, concluiu Carille.


Victor Ferraz chora após eliminação no Santos: “Sonhei com a imagem de levantar a taça”

Veja os memes que a classificação do Corinthians rendeu na rede!

Cássio agradece trave e Fagner revela incômodo com sofrimento do Corinthians

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui