E se uma câmera superlenta pudesse captar imagens em 360 graus?

0
53

O canal Macro Room nasceu em 2016 com a proposta de postar vídeos captados com uma super câmera lenta. Mas a dificuldade para criar material novo acabou atrapalhando o sucesso do projeto, já que as publicações se tornaram muito espaçadas.

Agora, o designer gráfico e fotógrafo Ben Ouaniche, dono do canal, resolveu retomar ses trabalhos. Desta vez, a câmera grava em Full HD, com 950 FPS, e presa a uma máquina que gira a 150 rotações por minuto. O resultado são imagens incríveis, em que podemos ver a ação de todos os ângulos.

Ben disse que agora é possível gravar dessa forma, uma vez que as câmeras se tornaram menores e mais leves. No momento, Ben tem usado uma câmera fps4000 Lite, cedida pela Slow Motion Camera Company, com quem mantém parceira. Este modelo é apenas o de entrada desta linha, mas seu tamanho e peso (apenas 700 gramas) couberam perfeitamente nas exigências do projeto.

O diferencial do equipamento giratório é o que mais contribui para que o Macro Room se destaque entre outros canais com a mesma proposta. Esta mesa rotativa foi criada pelo engenheiro conhecido por “Night Inventor”. Ela tem velocidade máxima de 150 RPM, força centrífuga máxima de 80 quilos, e suporta uma câmera de até 1,5 quilos, portanto uma lente de 400 gramas.

Fonte: Ben Ouaniche/Macro Room

O vídeo abaixo demorou três meses e meio para ser criado, mas o resultado é extremamente compensador.

Segundo Ben e Night Inventor, o equipamento giratório é totalmente analógico, baseado num motor elétrico e que possui um controle manual, o que permite ajustes mais precisos. Sendo assim, não é possível operá-lo via software.

Ultimamente, esse tipo de conteúdo se tornou bem popular no YouTube, principalmente porque as super câmeras lentas ficaram mais acessíveis. O canal Macro Room acertou em cheio ao introduzir essa nova abordagem na captação das imagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui