Google corrigiu mais de 75 mil apps para a Play Store em 2018

0
18

A Google corrigiu mais de 75 mil aplicativos para a Play Store em 2018. A solução faz parte do Programa de Segurança para Android – originalmente chamado de “Android Security Program” –, criado há cinco anos para impedir que ferramentas mobile cheguem até os usuários finais de forma maliciosa.

No caso, sempre que um app é enviado para a loja, os analistas da companhia fazem um diagnóstico em busca de falhas nesse sentido. Caso nada seja encontrado, ele segue normalmente para os testes padrão da empresa, depois é publicado na loja para instalação ou update. Entretanto, se algo sensível for localizado, os especialistas entram em contato com desenvolvedores dos apps, informam quais os problemas encontrados e oferecem suporte para sua reparação.

De acordo com a gigante das buscas, o programa já colaborou com cerca de 300 mil profissionais e recuperou mais de 1 milhão de apps. “Ajudar os desenvolvedores de aplicativos Android a criar aplicativos seguros, livres de vulnerabilidades, significa ajudar o ecossistema geral a prosperar”, disse a companhia na publicação.

Também completou que “a segurança de aplicativos é muitas vezes complicada e que os desenvolvedores podem cometer erros. Esperamos ver o programa crescer nos próximos anos, de forma que possamos ajudar desenvolvedores de todo o mundo a criar aplicativos nos quais os usuários podem realmente confiar”.

No início deste mês, a Google também apontou que seu sistema de segurança já analisou cerca de 50 bilhões de aplicativos instalados nos dispositivos dos usuários do Android. Só em 2018, o número de apps rejeitados subiu 55%, o que resultou em 66% de suspenções para a Play Store. Já em 2017, ela garante ter eliminado cerca de 700.000 softwares perigosos da loja.

A Google ainda disse que vai continuar investindo em soluções automatizadas e humanas para impedir que programas perigosos cheguem até os usuários finais da plataforma.

Cupons de desconto TecMundo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui