Bloco de Ludmilla, no Rio, é interrompido após pancadaria e repressão da PM

0
20

Reprodução/TV GloboFoliã passa mal após PM lançar bombas de efeito moral no Fervo da Lud.

Um tumulto entre foliões antecipou o encerramento do bloco do Fervo da Lud, da cantora Ludmilla, que reuniu milhares de pessoas no centro do Rio de Janeiro. A briga generalizada ocorreu pouco depois das 12h, e policiais militares tiveram que intervir para controlar a confusão.

Os PMs lançaram bombas de efeito moral para dispersar a multidão, e pelo menos um folião foi preso.

Segundo a prefeitura, o bloco esperava reunir 100 mil pessoas. Entretanto, quando a confusão começou, havia 1,5 milhão de pessoas concentradas, segundo os organizadores do bloco.

Logo depois do início da confusão, a cantora Ludmilla interrompeu o show e depois encerrou a apresentação, que começou por volta das 10h30 e tinha previsão de término às 14h.

De acordo com o G1, ainda não se sabe o gatilho para o início da pancadaria.

Já o UOL informa que a fragilidade no cordão de isolamento permitia a invasão de foliões em áreas reservadas. Eles eram “retirados com truculência” pelos policiais, que também reprimiam quem carregava isopores com bebidas. Os foliões estavam bastante irritados com a ação dos PMs, de acordo com o portal.

(Com informações da Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui