Em Berlim, Wagner Moura diz que seu filme ‘é maior que Bolsonaro’

0
41

NurPhoto via Getty Images“O Estado brasileiro é racista”, dispara Moura, que passou pelo tapete vermelho do Festival de Berlim carregando uma placa em homenagem à vereadora carioca Marielle Franco (PSol), assassinada em março de 2018.

Em coletiva para a imprensa após a 1ª exibição de Marighella no Festival de Berlim, o diretor Wagner Moura disse, na noite desta sexta (15), que  o filme ”é maior que Bolsonaro”.

“Nosso filme é maior que Bolsonaro. Não é uma resposta para ele, mas obviamente é um filme… Provavelmente um dos primeiros produtos culturais brasileiros que obviamente está em contraste com o grupo que está no poder no Brasil”, afirmou Moura, ator que estreia na função de diretor com a cinebiografia do político, guerrilheiro e escritor baiano morto pela polícia durante a época da ditadura militar no Brasil, em 4 de novembro de 1969.

Antes da sessão, no tapete vermelho do festival, Moura carregou uma placa em homenagem à vereadora carioca Marielle Franco (PSol), assassinada junto com seu motorista, Anderson Pedro Gomes, há quase 1 anos. Crime que segue sem solução.

O diretor, também falou sobre Marielle na coletiva.

O Estado brasileiro é racista. Marighella foi assassinado em 1969. Um homem negro, revolucionário, de esquerda. Foi assassinado pelo Estado dentro de um carro há 50 anos. E 50 anos depois, uma vereadora do Rio de Janeiro, também negra, de esquerda e defensora dos direitos humanos, foi assassinada dentro de um carro. Provavelmente por agentes do Estado. A violência do Estado brasileiro cometida contra revolucionários nos anos 1960 é a mesma cometida nas favelas contra os negros. É a mesma coisa. Eles estão torturando, matando. A polícia no Brasil não é treinada para proteger os cidadãos. É treinada para proteger o Estado. E o Estado escolhe quem são seus inimigos”, denunciou Moura.

Beijo de Jean Wyllys

O ex-deputado do PSol do Rio de Janeiro, Jean Wyllys apareceu após a exibição de Marighella para parabenizar Wagner Moura. Os dois deram um selinho e um forte abraço.

O momento foi captado em um vídeo publicado pelo jornal O Globo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui