Votação para impeachment de Pedro Abad não ocorre no Fluminense

0
37
Votação para o impeachment não aconteceu e Abad pode propor mudanças (Foto: Nelson Perez/Fluminense)

A noite de quinta-feira foi agitada no Fluminense. Sem um número mínimo de conselheiros para votar o pedido de impeachment contra o atual presidente do clube, Pedro Abad, o assunto acabou não entrando em pauta na reunião do Conselho Deliberativo. Dos 254 conselheiros aptos a votar, apenas 96 compareceram à assembleia.

De acordo com o estatuto, para que a sessão fosse aberta, seriam necessários pelo menos 150 conselheiros. Sendo assim, o processo foi arquivado e, Abad continua como presidente do Tricolor das Laranjeiras.

Veja também: Sem medo, Fernando Diniz quer ajudar Fluminense a “viver dias melhores”

Logo depois, o mandatário do Flu anunciou que irá apresentar um requerimento ao Conselho Deliberativo, solicitando a convocação de uma Assembleia Geral para a mudança do estatuto do clube para, posteriormente, votar a possibilidade de antecipar as eleição presidencial, prevista para o final de 2019. A alteração mudaria a data, jogando o pleito para o começo do ano que vem.

“Vou formatar a possibilidade de novas eleições no menor prazo possível. Quero uma forma segura e de consenso para que possamos organizar novas eleições no início de 2019, o mais rapidamente possível. O Fluminense precisa de paz”, afirmou Pedro Abad.


Sem medo, Fernando Diniz que ajudar Fluminense a “viver dias melhores”

Fernando Diniz é anunciado como novo técnico do Fluminense

Luciano deve permanecer no Fluminense em 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui