Mancini relembra passagem na Chapecoense: “Mudou a minha vida”

0
72
Vagner Mancini foi o primeiro técnico a comandar a Chapecoense após o trágico acidente aéreo (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

Pouco mais de dois anos depois do acidente envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense, Vágner Mancini ainda lembrar com muitos detalhes como foi ser o primeiro treinador a comandar a equipe catarinense após o trágico dia. Com uma carreira com muitas conquistas e passagem por grandes times do futebol brasileiro, o técnico de 52 anos destaca sua passagem pelo time de Chapecó como o momento mais marcante no meio de futebol e um dos mais ensinadores da sua vida pessoal.

“Treinar a Chape após a tragédia foi marcante na minha vida. Isso está marcado na minha história como pessoa e treinador, mudou a minha vida. Primeiro por ter sido escolhido e segundo porque representou muita coisa na vida como ser humano. Mudou muito a minha forma de lidar com as coisas. Reconstruir tudo aquilo foi crescer como homem”, afirmou Mancini em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

Além de destacar o valor emocional e histórico de ser o treinador escolhido pela diretoria da Chapecoense, o comandante avaliou o trabalho feito no clube catarinense, destacando o título estadual e a boa campanha na Libertadores da América, aproveitando para lamentar a eliminação da equipe por causa de uma escalação irregular.

“Como treinador foi ótimo porque após dois meses ganhamos o Campeonato Catarinense e em seguida avançamos na Copa Libertadores da América (e depois desclassificados por causa da suspensão de um atleta). Vi que conseguimos montar um time competitivo e restaurar, de certa forma, o ambiente do clube. Marcante também foi ver o apoio da cidade nesse processo”, ressaltou o comandante.

O último de Mancini comandando a Chapecoense foi no dia 03/07/2017, quando o clube catarinense empatou com o Fluminense, por 3 a 3, fora de casa, jogo válido pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Curiosamente, os visitantes fizeram uma partida segura e só não saíram com os três pontos pois o atacante Marcos Junior marcou o terceiro gol tricolor já nos acréscimos do segundo tempo de jogo.

Especial para a Gazeta Esportiva *


Fenerbahce tem interesse em contratar Leandro Pereira, diz jornal

Corinthians e Santos jogam a vida na Sul-Americana já em fevereiro

Corinthians pega o Racing na Sul-Americana; Santos encara o River-URU

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui