Deputado que defende freio à Lava Jato é convidado para articulação política

0
29

Convidado pelo ministro da transição e futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para integrar a equipe de articulação política, o deputado Danilo Forte (PSDB-CE) é um dos principais defensores de freios à Lava Jato no Congresso Nacional.

O deputado, que deverá ser responsável pelo relacionamento com a bancada do Nordeste, tem a legislatura atual marcada pela atuação por mudanças nas regras da delação premiada.

As negociações do deputado em prol da mudança se dão no âmbito da comissão especial instalada para analisar mudanças no Código de Processo Penal.

Em julho do ano passado, o deputado afirmou que os acordos de delação não deveriam ser submetidos ao juiz apenas no processo final. O magistrado, na sua opinião, deveria acompanhar todos os passos das tratativas.

“O juiz precisa acompanhar para que não haja uma benesse, para que o crime compense. O arbítrio não pode ser do MP, ele pode negociar, mas o juiz tem de acompanhar desde o início”, afirmou.

Com isso, o Ministério Público Federal perde força. Dados do MPF mostram que foram fechados 176 acordos de colaboração premiada até outubro deste ano.

Onyx é um dos parlamentares citados no acordo de delação da JBS. De acordo com os colaboradores, ele recebeu 2 repasses, um de R$ 100 mil em 2014 e outro de R$ 100 mil em 2012. O futuro chefe da Casa Civil já admitiu ter recebido R$ 100 mil da JBS em 2014 e pediu desculpas.

Convidado por Onyx, Danilo Forte, que não está entre os alvos da Lava Jato, mudou de partido 3 vezes nos últimos 3 anos. Passou pelo MDB, PSB, DEM e agora está filiado ao PSDB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui