iPhone Xs Max: 5 prós e contras [vídeo]

0
89

Antes de começar a falar dos pontos negativos e positivos do iPhone Xs Max, eu quero deixar bem claro que a minha praia é mesmo o Android por uma série de razões. Isso quer dizer que algumas coisas com as quais os usuários assíduos do iOS já se acostumaram, para mim, são bem irritantes. Isso pode se refletir no que eu selecionei como prós e contras logo a seguir.

Tendo dito isso, posso começar relatando que usar o iPhone Xs Max por algumas semanas foi uma boa experiência. Fique muito impressionando com os avançados que a Apple tem conseguido em hardware, mas uma coisa não sai da minha cabeça: o iOS 12 ainda não é o suficiente para “libertar” todo o poder que o iPhone Xs Max oferece em termos de funcionalidade. Mas agora vamos direto ao ponto.

Contra 1: preço bem salgado

Não há uma lista de prós e contras de respeito falando de um novo iPhone sem mencionar os altos preços. Mesmo no exterior, os valores cobrados pela Apple são altos, mas a coisa toda perde as proporções quando esses modelos chegam ao Brasil.

O modelo mais básico do iPhone Xs Max custa no Brasil R$ 7.999. Se você tiver cacife para pagar à vista, tem um desconto de quase R$ 800. Convertendo os US$ 1.099 que esse mesmo celular custa nos EUA para o real, desconsiderando impostos, a gente chega ao valor de R$ 4,1 mil.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Eu sempre quis saber porque os aparelhos da Apple custam tão mais caro que os concorrentes quando chegam ao Brasil.

Contra 2: tela é maior, mas não mostra mais conteúdo

Esse iPhone maior realmente tem mais espaço no display, mas, no dia a dia, ele não aproveita essa tela avantajada como deveria. Os ícones e a interface dos apps simplesmente ficam maiores e vez de mostrar mais conteúdo. Isso é interessante na hora de assistir a vídeos na Netflix ou YouTube, por exemplo, mas não a todo o momento,

Você só consegue usar esse espaço extra de forma realmente útil ao navegar na web, conseguindo ver informações da página antes de começar a rolar para baixo.

E eu também tenho que reclamar um pouquinho da resolução. Ela não faz tanta diferença no dia a dia, mas este sendo um smartphone de quase R$ 8 mil, é quase um desrespeito ao consumidor vendê-lo com resolução menor que 2K (Quad HD).

O Xs Max traz uma contagem de pixels intermediária, entre o que conhecemos como Full HD e Quad HD. Isso enquanto todos os principais concorrentes estão no Quad HD há anos.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Contra 3: vidro frágil

A Apple sempre fala que o vidro embarcado nos seus mais recentes iPhones é o mais resistente já colocado em um smartphone. Só que isso não é verdade. Com menos de duas semanas de uso, eu já havia riscado a tela do aparelho em dois lugares. Isso sem nunca tê-lo deixado cair ou mesmo arrastado no chão.

Para você ter uma ideia, o último smartphone que cuja a tela foi riscada pela por mim existiu no começo da década, por volta de 2011 ou 2012. Hoje, nós temos o Gorilla Glass que resiste bem ao dia a dia, mas a Apple teima em usar um vidro inferior.

Contra 4: carregamento muito lento

Essa é para deixar os fãs da Maçã irritados. Todos os iPhones deste ano — e também os do ano passado — contam com um padrão de carregamento rápido, mas a Apple não embarca um carregador compatível na caixa.

Isso também acontece com o iPhone Xs Max que, mesmo custando R$ 8 mil, não vem com esse carregador rápido. Em vez disso, temos um bloquinho minúsculo bem “anos 2010”. Com esse acessório datado, o celular precisa ficar mais de duas horas conectado à tomada.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Se você quiser o carregamento rápido no seu iPhone, é preciso comprar um cabo USB-C para Lightning e um carregador de 30 W. Juntos, eles custam no Brasil R$ 478 a mais na sua conta do iPhone Xs Max.

Contra 5: HDR um pouco exagerado

A câmera do iPhone Xs Max é uma das melhores disponíveis em um smartphone hoje, mas ela tem sim alguns probleminhas. O HDR, às vezes, distorce de forma exagerada o céu no fundo das suas fotos. Ele fica muito azul em algumas situações pontuais e pode deixar os resultados um tanto estranhos.

Eu não acho que isso seja exatamente um problema grave a ponto de fazer você desistir de comprar o aparelho, mas é bom estar ciente.

iphone xs maxAmostra de foto feita com o iPhone Xs Max (fonte: TecMundo/Leonardo Müller)

Pró 1: Face ID melhorado

O grande destaque do iPhone X no ano passado foi a introdução do Face ID, a biometria facial da Apple que usa emissores e sensores infravermelhos para medir as dimensões do seu rosto e, com isso, desbloquear o aparelho e autorizar pagamentos. Como essa tecnologia é mais segura e bem mais complexa que o leitor de digitais, ela se tornou mais lenta no aparelho do ano passado.

No iPhone Xs Max, essa lentidão foi diminuída, e o Face ID se tornou bem mais utilizável. Antes, era necessário esperar um pouco atécomeçar a usar o smartphone. Agora, quando você levanta o aparelho de uma mesa ou do seu bolso, ele já começa a ler seu rosto. Assim, quando você toca na tela, ela já está desbloqueada.

O novo Face ID ainda é mais lento que o antigo Touch ID, mas agora ele se tornou bem mais utilizável do que era antes.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Pró 2: uma das melhores câmeras mobile do mundo

O iPhone Xs Max não tem a melhor câmera de celular do mundo, mas ela chega muito perto dos líderes. Só os top de linha da Huawei e os novos Pixels e da Google é que conseguem deixar esse aparelho da Apple para trás.

O forte do iPhone Xs Max é qualidade em fotos noturnas. Em situações em que outros aparelhos fariam fotos meio granuladas e com ruído, o Xs Max consegue imagens muito nítidas e sem qualquer falha. Ele consegue se dar bem com qualquer fonte de luz, seja ela natural ou artificial.

A velocidade de captura também é muito boa, e o foco consegue travar nos objetivos rapidamente. Isso faz desse iPhone um daqueles celulares que você tira do bolso e ele já está pronto para tirar boas fotos.

Isso sem falar no modo retrato, que melhorou muito. Temos também vários outros modos de foto que a Apple entrega nesse dispositivo.

Pró 3: boa autonomia de bateria

Eu ainda não testei o iPhone Xr, mas parece que o iPhone Xs Max é o único iPhone da Apple capaz de concorrer de igual para igual com aparelhos de outras grandes marcas em autonomia de bateira. Ou seja, finalmente um iPhone que dura um dia todo longe das tomadas de acordo com o meu padrão de uso intermediário.

O iPhone Xs Max conseguiu durar tranquilamente um dia inteiro longe das tomadas nas minhas mãos, mesmo quando eu tirava muitas fotos, assistia a muitos vídeos e jogava um alguns games. O que eu quero dizer é que, dificilmente você vai ficar na mão com esse celular, a menos que você realmente exija muito dele.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Pró 4: dual-SIM

Os fãs da Apple vêm pendido isso há anos, mas só agora a Maçã resolveu oferecer dual-SIM nos seus aparelhos. Todos os smartphones de 2018 conseguem funcionar com dois números de telefone, mas um deles precisa ser adicionado por meio do e-SIM, que é uma espécie de chip virtual. O segundo número fica no chip comum mesmo, aquele que você provavelmente já tem no seu aparelho atual.

Pró 5: desempenho excelente

O novo chipset A12 Bionic da Apple oferece um desempenho excelente para o iPhone Xs Max. Combinando isso com os 4 GB de RAM desse novo modelo, você tem nas suas mãos o iPhone mais poderoso já lançado.

Isso quer dizer que o aparelho é muito ágil para qualquer tipo de tarefa. Esse iPhone entrega uma experiência de uso excelente para coisas como navegar na web, usar apps de redes sociais e mensageiros, mas ele também garante esse mesmo desempenho para games pesados.

iphone xs max(fonte: TecMundo/Silmara Slobodzian)

Mesmo com as animações mais lentas, o iPhone Xs Max consegue, no geral, carregar aplicativos pesados mais rapidamente do que a maioria dos aparelhos Android disponíveis hoje no mercado. Isso se deve ao poderoso chipset da Apple.

Cupons de desconto TecMundo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui